Hoje é

EMBOLIZAÇÃO DE FISTULA ARTERIOVENOSA DUREL INTRACRANIANA (FAVD) COM ONYX 18 E/OU NBCA

A indicação do procedimento é definida por seu médico(a) assistente e realizada por equipe especializada. A embolizacão tornou-se um procedimento bem estabelecido objetivando em alguns casos a cura da malformação como também em alguns casos facilitar o ato cirúrgico diminuindo o tamanho da conexão fistulosa.  É um procedimento cirúrgico realizado em sala de hemodinâmica, que consiste no microcateterismo seletivo das artérias responsáveis pela nutrição FAVD possibilitando então a injeção de material embolizante Onyx e/ou NBCA , no interior da lesão vascular

Abaixo estão listadas as possíveis complicações neurológicas relacionadas a embolização de FAVD no per e pós operatório precoce:

Isquemia cerebral /retiniana/ nervos cranianos

Hemorragia Intracerebral

Os fenômenos isquêmicos são atribuídos a tromboembolismo ou então a oclusão de artérias pias/retinianas responsáveis pelo suprimento vascular cerebral/retiniano. Pode ocorrer também isquemia em função da oclusão do sistema de drenagem venosa. A hemorragia pode acontecer durante o microcateterismo devido a ruptura arterial ou então no interior da FAVD devido a ruptura da mesma como também devido a ruptura arterial durante a retirada do microcateter.

Complicações neurológicas relacionadas à embolização de FAVDs cerebrais com Onyx e/ou NBCA em estudos médicos importantes:

  • Déficit neurológico transitório (devido a hemorragia e/ou isquemia)
  • Déficit neurológico permanente (devido a hemorragia e/ou isquemia)
  • Óbito (devido a hemorragia e/ou isquemia)
  • Recorrência radiológica e clinica

Dentre as complicações não neurológicas pode-se citar:

  • Microcateter aprisionado
  • Descompensação de doença pré existente.
  • Reação alérgica ao contraste (0,1%).
  • Hematoma no local da punção (0,4%).
  • Outros: reflexo vaso-vagal, hipotensão, descompensação de insuficiência renal, pseudoaneurisma em região da punção, hemorragia retro-peritoneal, reação pirogênica, infecção, reação alérgica aos produtos anestésicos e tromboembolia.

Os dados abaixo foram baseados nos seguintes trabalhos científicos:

(1)     Cognard C, Januel AC, Silva JrNA et al. Endovascular treatment of intracranial dural arteriovenous fistulas with cortical venous drainage: new management using Onyx. AJNR 2008;29:235-241.

(2)     Nelson PK, Russel SM, Woo HH, Alastra AJG, Vidovich DV. Use of a wedged microcatheter for curative transarterial embolization of complex intracranial dural arteriovenous fistulas: indications, endovascular technique, and outcome in 21 patients. J Neurosurg 98:498-506, 2003

_________________________________            ________________________________

Assinatura do paciente / responsável                      Assinatura do médico responsável

 

_________________________________            ________________________________

Assinatura da testemunha                                       Assinatura da testemunha

Download do termo em PDF